segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Mecânica exuberante

Estendo-me ao sol
longe dos olhos alheios
e da pequenez humana
aqueço-me ferverosa
sob o rigído outono
celebro a música
entre segundos e ritmos desejados

o brinde perfeito 
desconstruído elegante
secreto
talvez
o mistério de novas melodias
descritas no infinito
que sustenta a trama 
ou substância do ser,
uma espécie de
mecânica exuberante....

Ana Negrão Ferreira
Divagações Nocturnas