quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Escrita (im)perfeita

Assombro
palmilho léguas
o inferno derradeiro

invado as sensações
consumidas neste outono de prazer
o túnel interdito
abandonado à fúria possuída
desde a véspera do cio
que se prepara para romper
na madrugada fúnebre
onde os fantasmas despertam
num doce pecado
e a ti
te mascaram o desejo...

Ana Negrão Ferreira.

Divagações Nocturnas



domingo, 22 de setembro de 2013

Sol posto

Vejo a criança velha a olhar-se ao espelho
recorda a lua guardada nos caminhos
quase todos surreais

quase todos inesperados
vejo barrigas cheias de fome
à espera das mães desesperadas
que vivem a sangue frio
o calor dos répteis
cactos
miragens por trás do sol posto
e os gritos asfixiados
sempre preparados
para morrerem

amanhã...


Ana Negrão Ferreira
Divagações Nocturnas


 

"....sem um certo sonho ou projecto de mundo..."

"Se, na verdade, não estou no mundo para simplesmente a ele me adaptar, mas para transformá-lo; se não é possível mudá-lo sem um certo sonho ou projeto de mundo, devo usar toda possibilidade que tenha para não apenas falar de minha utopia, mas participar de práticas com ela coerentes."
Paulo Freire

Com Salomé Negrão (5 anos) *